quinta-feira, 26 de julho de 2018

Avós a triplicar



Os meus filhos têm três pares de avós.

Achou a vida que os devia presentear com os mais pacientes seres à face da Terra: os avós! Assim: em jeito de bónus! Não sei se o fez porque os meus filhos têm algo de indomável para uma só mãe aguentar (🤔 🙈😵) ou simplesmente porque o Amor nunca é demais!

Acredito que ambos os motivos possam estar corretos, mas sobretudo acredito que os meus filhos são crianças MAIS FELIZES porque têm colinho em fartura e ótimos advogados de defesa, sempre que se veem pressionados a comer algo menos doce ou quando o ambiente não lhes é nada favorável, porque algo caiu e partiu, molhou-se, estragou-se, rasgou-se...

Obrigada às três avós Marias e aos três avôs! 🙏


À minha avó Alice, um beijinho do tamanho do Mundo, que é tão mais iluminado com a sua presença e orientação!




domingo, 22 de julho de 2018

9 anos de encontros no caminho




Vim para me encontrar e, neste processo, deparo-me contigo entre o mais belo do Belo.

Nove anos depois da tua partida, continuamos a encontrar-te no caminho, nas mais subtis formas. Em aromas e gestos. No nosso tesouro maior.

Obrigada.




domingo, 10 de junho de 2018

Marcas


Hoje dei por mim a olhar para as minhas marcas. Não as da pele, mas aquelas bem mais profundas que selam a nossa alma. Tatuam o nosso coração. Ficam cravejadas no nosso eu.

São marcas que ficam para a vida toda. São lembretes infalíveis do que de muito bom vivemos e do que muito sofremos. São marcas. De momentos Bons e Maus. São marcas e ficam para sempre.

E hoje lembrei-me daquele abraço apertado, da Rita, a meio da noite (aquela primeira noite!), quando agonizava inconsolável ao me aperceber que NUNCA MAIS dormiria contigo. NUNCA MAIS adormeceria no aconchego do teu calor.

Momentos marcantes. Abraços que ficam para a vida.

Muitas mais marcas há, de diferentes formas e feitios, como aquele encontrão (ao virar da esquina) que guardarei para sempre, mas hoje foi este abraço que veio ao de cima! Porque se nos marcam, ficam para sempre. E ainda bem!

E tu, de que formas são feitas as tuas marcas?



quinta-feira, 24 de maio de 2018

chuva



A chuva cai lá fora
Limpa a rua, o campo e a cidade
À espera que chegue a hora
Nasça o dia e traga felicidade

As lágrimas teimam em cair
Limpam o rosto e a alma
Terapêuticas e com calma
Sossegam quando me virem sorrir

🙏


terça-feira, 15 de maio de 2018

Família ao molho e fé em Deus





Hoje apregoa-se o Dia da Família. Aquele dia que celebro todos os dias, amontoada, no sofá, com os meus pedacinhos de céu e o maridão. Simplesmente assim: os quatro ao molho! A ver a Masha, claro!!

Já nem sei adormecer sem antes vibrar com as histórias da russa Masha e o seu amigo Urso.

Os dias podem correr agitados, à velocidade de deadlines e das várias atividades, mas chegam à noite e param. Mais ou menos à mesma hora, no mesmo sofá e sob a mesma melodia. E assim somos família! Todos dias. Com fé em Deus e no Amor.